top of page
  • Foto do escritorLuiza Bruscato

A pecuária sustentável do pampa gaúcho




Há algumas semanas estive em Lavras do Sul apresentando "Os Desafios da Pecuária Sustentável" na ExproLavras, a convite da Alianza del Pastizal e do diretor executivo da instituição, Pedro Develey. Na oportunidade, conheci o trabalho incrível que os pecuaristas da região vem desempenhando.


A produção pecuária do Rio Grande do Sul tem um grande diferencial do resto do Brasil: é possível produzir carne dentro do bioma, sem modificá-lo! Isso mesmo, o boi pasta e se alimenta das gramíneas e leguminosas do próprio bioma natural da região, o pampa.


Ah, mas o gado não degrada o bioma? Não! O boi justamente faz o papel de equilibrar esse sistema – desde que respeitada uma lotação adequada por hectare.


Os campos nativos do pampa possuem uma diversidade florística única! São 3 mil espécies de plantas, sendo 450 de gramíneas e 200 de leguminosas, que além de serem ricas em nutrientes, ajudam na melhor digestão e engorda dos bovinos.


É um sistema sustentável que também auxilia na manutenção de carbono no solo, uma vez que não se converte a vegetação natural e, seguindo boas práticas de manejo, capta carbono da atmosfera. 


Produzindo dentro do bioma natural, a pecuária ainda ajuda a preservar mais de 266 espécies de aves, sendo 80 típicas dos campos da região*. Um dos trabalhos da Alianza del Pastizal é monitorar as espécies de aves que estão sendo preservadas nas propriedades dos produtores rurais que fazem parte do projeto.


Já foram registradas, nas propriedades associadas à Alianza, a presença de 80% das espécies de aves campestres que ocorrem regularmente no Brasil, dentre elas 16 das 23 espécies de aves ameaçadas ou quase ameaçadas de extinção em escala global e/ou regional. O monitoramento é feito pelos técnicos em campo que realizam a busca e o registro das espécies por meio da observação direta e dos cantos. Atualmente, 262 propriedades participam do projeto, somando 204.310 hectares de terra.


"É mais uma prova de que no Brasil é possível produzir e conservar com biodiversidade."

*Os números apresentados são referentes ao número de aves coletados pelo projeto, no entanto, há mais espécies no bioma.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page