top of page
  • Foto do escritorLuiza Bruscato

Mesa Brasileira abre espaço para a pecuária sustentável no setor público em Brasília

Grupo se reuniu no DF para apresentar suas iniciativas e abrir caminhos para a construção de projetos futuros


Os representantes da Mesa Brasileira da Pecuária Sustentável  estiveram em Brasília, durante os dias 27 de fevereiro e 10 de março, para uma série de reuniões com ministérios, secretarias e embaixadas, além de outros grupos e associações que fazem parte do setor agropecuário brasileiro.


Segundo o vice-presidente da Mesa , João Schimansky Netto, a visita tem como objetivo apresentar as iniciativas promovidas pela Mesa Brasileira em prol da sustentabilidade na pecuária latino-americana e abrir caminhos para que futuras parcerias sejam firmadas, favorecendo o desenvolvimento de um setor cada vez mais alinhado entre as partes pública e privada.


"Por meio dessas reuniões, estamos fortalecendo nossa presença na esfera pública. Reservamos esse tempo em Brasília para apresentar a Mesaa órgãos relevantes quando o tema é sustentabilidade na pecuária bovina e para estreitar laços pensando em projetos e parcerias futuras", destaca o vice-presidente.


A aproximação com o setor público já era uma ação prevista em agenda desde o ano passado, depois de uma reunião de planejamento estratégico promovida pelo Grupo junto a seus associados, que definiu as ações para os próximos cinco anos.


"Iniciamos 2023 com planos concretos de advocacy. Estar mais presente em Brasília e mais próximos de órgãos públicos relacionados à pecuária foi uma demanda dos nossos associados no Planejamento Estratégico 2022 que já virou ação prática. Seguiremos com mais agendas no decorrer do ano com a certeza de que colheremos frutos positivos para o desenvolvimento da sustentabilidade na pecuária brasileira", afirma Luiza Bruscato, diretora executiva do GTPS.


Agenda em Brasília

Ao longo das duas semanas de apresentações, a Mesa Brasileira se reuniu com as Embaixadas dos Países Baixos e do Reino Unido no Brasil, além do Ministério do Meio Ambiente (MMA), o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e o Diálogo Agropolítico Brasil – Alemanha.


Também aconteceram reuniões junto a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE), ao Banco Mundial, a Tropical Forest Alliance (TFA), a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Instituto CNA, a APEX Brasil, o Instituto Pensar Agro (IPA) e a ONG Proforest.


Agenda internacional

Desde o último ano, o GTPS vem reforçando a presença além das fronteiras brasileiras. Em 2022, ocorreram diversas ações incluindo participação em eventos, grupos de discussão e conferências internacionais. O projeto segue em 2023, com viagens já organizadas para a Colômbia, presença na Comissão Executiva da Mesa-redonda Global da Carne Bovina Sustentável, além de encontros com embaixadas.

Representantes GTPS em Brasília


Equipe interna

  • Sergio Schuler – presidente

  • João Schimansky Netto – vice-presidente

  • Luiza Bruscato – diretora executiva


Associados GTPS

  • Silvio Balduino - Associação Pantaneira de Pecuária Orgânica e Sustentável (ABPO)

  • Carlos Eduardo Simões Corrêa - Frigol

  • Eduardo Cruzetta - ABPO

  • Pedro Burnier - Amigos da Terra

  • Marcelo Posonski – Proforest

  • Eugênio Pantoja - IPAM


Participantes das reuniões

  • Paul van de Logt – Conselheiro Agrícola da Embaixada do Reino Unido dos Países Baixos

  • Ramon Gerrits – Adido Agrícola da Embaixada do Reino Unido dos Países Baixos

  • Ana Paula Gutierrez - Gerente de Financiamento Internacional para o Clima e Agricultura Sustentável do Governo Britânico no Brasil

  • Ingo Melchers – Diretor do Diálogo Agropolítico Brasil e Alemanha

  • Leonardo Bichara Rocha, Economista Sênior no Banco Mundial

  • Márcio Rezende - Secretário-Adjunto de Defesa Agropecuária 

  • Bruno Cotta - Coordenador Geral do Trânsito e Quarentena Animal

  • Andrea Perez - Chefe de Núcleo

  • Rodrigo Padovani - Coordenador Geral de Análise e Revisão de Atos Normativos 

  • Gabriel Borges - Auditor Fiscal Federal Agropecuário

  • Sibelle de Andrade Silva - Diretora do Departamento de Apoio à Inovação para Agropecuária 

  • Alessandro Cruvinel - Coordenador de Programa Nacional no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

  • Bruno Meireles Leite - Coordenador de Temas Internacionais

  • Nelson Ananias Filho - Coordenador de Sustentabilidade na CNA

  • João Paulo Franco da Silveira, Coordenador de Produção Animal na CNA

  • Rafael Filho - Assessor Técnico da Confederação na CNA

  • Matheus Ferreira – Diretor Executivo Adjunto no Instituto CNA

  • Danielle Schneider – Instituto CNA

  • Sueme Mori Andrade – Diretora de Relações Internacionais da CNA

  • Matheus Dias de Andrade – Assessor Técnico no Depto de Relações Internacionais da CNA

  • Edimilson Alves - Diretor-Geral do Instituto Pensar Agro

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page