top of page
  • Foto do escritorLuiza Bruscato

Webinar sobre a nova legislação Europeia de produtos livres de desmatamento, parte do EU Green Deal, é realizado exclusivamente aos associados da Mesa Brasileira

A Mesa Brasileira da Pecuária Sustentável, em parceria com a Amigos da Terra, organização associada, e a Climate & Company (think tank europeia na área de finanças sustentáveis), realizou no dia 19 de setembro, o Webinar A nova legislação da União Europeia e o impacto para a pecuária brasileira. O evento foi exclusivo aos associados e contou com a apresentação da assessora da Climate & Company, Dra. Elisabeth Hoch. Mais de 100 executivos das organizações associadas acompanharam online.


Essa iniciativa surgiu a partir de viagem técnica à Berlim, realizada pelo Diálogo Brasil-Alemanha (APD), onde Luiza Bruscato, diretora da Mesa Brasileira, participou de uma série de diálogos sobre os impactos do Green Deal na agropecuária brasileira. Em uma dessas agendas, teve a oportunidade de conhecer a Elisabeth, por intermédio de Mauro Armelim, diretor executivo da Amigos da Terra, organização associada da Mesa Brasileira. “Durante conversa sobre EUDR, decidimos organizar um evento aos nossos associados para a Elisabeth apresentar uma visão geral da nova legislação, visto que a Climate & Company participa ativamente de diversas conversas na Europa”, comentou Luiza.





Em sua apresentação, Dra. Elisabeth mostrou a situação geral, o escopo e objetivo da nova legislação da união europeia e abordou sobre as regras obrigatórias de due diligence, mecanismos de auditoria, potenciais impactos da legislação aos produtores, cronograma de implementação e questões que ainda estão em validação e desenvolvimento, e que poderão ser adicionadas na legislação já firmada.


“É importante promover esse diálogo no setor pecuário, que também deve atender as novas regras determinadas pelo EUDR, permitindo um ambiente de troca de percepções, entendimentos e esclarecimento de dúvidas. Algumas definições necessárias ainda devem ser apresentadas pela UE em breve. Mas, e recomendável para atores do setor de tomar medidas preparatórias desde logo, já que o EUDR será aplicado a partir de dezembro 2024 e outras regiões e países consumidores podem lançar medidas similares no futuro. Estamos acompanhando ativamente as discussões na EU e esperamos manter este diálogo com a Mesa Brasileira para trazer as atualizações sobre o EUDR e demais novas legislações Europeias que fazem parte do pacote do Green Deal e que são relevantes para o setor, a fim de apoiar a implementação”, ressaltou a Dra. Elisabeth.


Os participantes realizaram perguntas durante a após a apresentação sobre as exigências da medida fora da UE, o protocolo EUPEFCR, produtos exportados, como nos preparar, due deligence, padrão para auditoria, sistemas Prodes/Inpe, rastreabilidade, entre outras. Elisabeth e as especialistas no tema da Climate & Company, Louise Simon e Sofia Helena Zanella Carra, puderam responder as dúvidas dos participantes e debater sobre pontos específicos da legislação levantados durante a apresentação.


Para Carlos Barbieri, gerente de sustentabiliade da Norvida, “Essas discussões são muito importantes, bem como abordar a norma europeia para mudanças climáticas, pois está totalmente ligada na posição da Europa em GEE”. Já Fernanda Marcantonatos, gerente sênior de desenvolvimento de negócio de sustentabilidade da dsm-firmenich comentou “…vemos muito dessa necessidade de um esforço de cadeia “dividindo a conta”, agregando bancos, governos e supermercados – e não apenas o consumidor final. Interessante saber como estão pensando na Europa”. E Graciela Froehlich, pesquisadora do IPAM parabenizou a organização do evento, “Parabéns pela iniciativa, excelente diálogo.”

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page